OS AUTORES

Dino Alves

O “enfant-terrible” da moda portuguesa nasceu em Anadia. Fez a sua formação em Pintura na Escola Superior Artística do Porto e posteriormente um curso profissional de fotografia no INEF.
Vive e trabalha em Lisboa desde 91, onde tem desenvolvido uma carreira de criador de moda. Depois de uma passagem pela Cinemateca Portuguesa, faz uma primeira apresentação nas “Manobras de Maio” em 94. Cria a “mise-en-scene” para quatro desfiles de Ana Salazar e inicia as suas apresentações regulares na ModaLisboa. Desde essa altura tem participado em eventos de moda em Portugal e no estrangeiro. Inicia colaborações como “stylist” para algumas revistas e marcas e mais tarde também para programas de televisão e campanhas de publicidade. É também responsável pela imagem de vários artistas nacionais.
 Cria figurinos para teatro, com encenadores como João Grosso - Teatro Nacional, Maria Emilia Correia - Teatro da Trindade, Fernando Heitor - Teatro Aberto, assim como para vários espectáculos da produtora UAU, com encenações de António Pires, Fernando Gomes, Joaquim Monchique, e ainda para espectáculos da Fundação Gulbenkian bem como espectáculos de dança para diferentes coreógrafos. 
Em Novembro de 2011 cria figurinos para a peça Vermelho, sobre a vida e obra do pintor Mark Rothko, encenada por João Lourenço - Teatro Aberto, onde continua a colaborar como figurinista.
 Em 2012 é responsável pela imagem dos apresentadores do programa de humor “Estado de Graça” da RTP1. Continuando em 2013 a criar os figurinos de peças de teatro bem como a apresentar as suas colecções na ModaLisboa - Lisbon Fashion Week.
Em Fevereiro do mesmo ano, inicia colaboração com a ESAD de Matosinhos, como coordenador de um projecto de mestrado de moda, sobre o trabalho de Joana Vasconcelos.
Em Março de 2014, cria os figurinos para o espectáculo de cabaret encenado por António Pires e interpretado por Maria Rueff entre outros actores, no Teatro do Bairro. 
É escolhido como o criador nacional a juntar-se à marca Magnum, criando um vestido exclusivo para acções comemorativas do 25º aniversário do gelado, nomeadamente na festa internacional que teve lugar em Cannes, por altura do festival de cinema.

NOME DA PEÇA

COMBI

Edição limitada a 10 exemplares

A minha peça é um combinado de objectos decorativos que tradicionalmente encontramos em cima de uma mesa, como os castiçais, jarras, taças, mas aqui numa só peça, como se tivessem sido esculpidos num bloco de metal. O clássico das peças escolhidas no universo Topázio, e que trazem também um pouco do ADN da marca à peça, é revisitado de uma forma contemporânea pela maneira como são reutilizadas, editadas e apresentadas como peça final.

- Dino Alves